Como eu precifico o meu software?

A precificação muitas vezes é um tema pouco explorado e aplicado de forma intuitiva nas empresas.

Seu software provavelmente demandou muitos conhecimentos e insumos intangíveis, exigiu tempo de experiência e estudo para existir. Realmente é um produto com muito valor. Mas e o produto do seu concorrente? No mercado B2B, a comparação entre empresas pode ser mais fácil porque geralmente as compras de software se pautam em atributos técnicos…

Na visão global de Antonio Serrano, General Manager na Votorantim Cimentos, a precificação deve ser feita acima ou abaixo da concorrência, dependendo de como a proposta de valor do seu software se compara com os concorrentes; e deve sempre atrelar um desconto a uma contrapartida que te traga um retorno maior, como por ex.: um prazo de contrato mais longo, mix maior de módulos do software, etc.

Claro, é importante também considerar os custos fixos e variáveis, a % de lucro e os tributos.

E você, o que acha? Como fez a precificação de seus softwares?

Aqui uma tabela com as diversas dimensões da precificação:

Fonte: Antonio Serrano

1 Curtida