Prática Deliberada - o segredo da performance

Recentemente, entrei em contato com a ideia de Prática Deliberada. Ela surgiu das pesquisas do Dr. K. Anders Ericsson, estudioso no tema da excelência humana da Universidade da Flórida. Por que algumas pessoas atingem altos níveis de produtividade ou sucesso numa área? Seria talento inato, diferenças qualitativas no modo de agir e pensar (características ensináveis!) ou uma combinação de ambos?

Dr. Ericsson concluiu que o fator determinante é a Prática Deliberada. De tudo quanto li, especialmente dois artigos científicos recentes, acredito que seja uma combinação das duas coisas. Diferente do Dr. Ericsson, estes dois artigos mostram que o talento inato tem sim um papel importante como facilitador, ainda que a prática deliberada seja o ponto mais importante.

Em um dos artigos, analisou-se um grande número de enxadristas, correlacionando QI e desempenho no jogo. No outro, o estudo foi feito com músicos. Neste último, por exemplo, encontrou-se uma associação entre uma maior Memória de Trabalho (por assim dizer, nossa memória RAM) com o desempenho ao tocar peças de primeira vista (sem ter treinado antes). Contudo, com o aumento da prática, o papel dessa memória superior diminuiu e a vantagem se tornou menor.

Em outras palavras, a Prática Deliberada é capaz de diminuir o gap entre os diferentes níveis de talento. Nesse sentido, mesmo que o talento inato exista e seja muito importante (o que é evidente¹), o fator determinante para o sucesso e performance é necessariamente a prática, e a prática inteligente. E mais prática.

Deixo aqui um artigo que explica um pouco mais sobre a Prática Deliberada. Se alguém mais conhecer do tema ou tiver outros materiais interessantes, vamos compartilhar!

¹ Para Ericsson, o talento inato influenciaria ao favorecer a prática deliberada, de modo que o maior desempenho de uma pessoa talentosa seria explicado por ela. Ou seja, para ele, o talento inato seria pouco relevante em si mesmo. Apesar disso, existe evidência sólida de que o talento inato age não apenas favorecendo a prática deliberada, mas também trazendo diferenças qualitativas e quantitativas no modo de pensar e agir. Seja como for, com maior ou menor talento, a prática deliberada é o fator mais importante.

4 Curtidas

Uma coisa importante que você disse: prática inteligente:gem: Quando li a primeira vez, pensei que só a prática seria a grande chave de tudo. Mas de pouco adianta se não estivermos concentrados e visando o aperfeiçoamento enquanto praticamos.

@Luiz Ótima leitura pra minha manhã, obrigada!!

2 Curtidas