Será que vale a pena migrar aplicações desktop para a nuvem?

Há tempos discutimos isso por aqui…

Será que realmente compensa migrar um software desktop para cloud? Penso ser necessário frente ao mercado…

Mas e as vulnerabilidades de segurança? E o tempo, esforço e dinheiro dispendidos nisso?

Como começar? Alguém já passou por isso?

A utilização dos recursos de nuvem para aplicações já é uma realidade meio que irreversível, cedo ou tarde a maioria das aplicações estarão em nuvem, isso é fato.

O ponto é, o esforço para migrar uma aplicação desktop para a nuvem, implementar todas as regras de negócio que já foram aprendidas e maturadas na aplicação que está rodando de forma local. Outro ponto são alguns equipamentos que precisam de uma conexão estável com a aplicação ou sincronizar dados locais com os dados da nuvem.

Para estes problemas, uma das soluções existentes é trabalhar com micro serviços, dividir sua aplicação em pequenos módulos independentes e aos poucos migrar para a nuvem. O maior erro, geralmente é tentar migrar a aplicação inteira de uma vez, até mesmo, que desenvolver uma aplicação inteira de uma vez só, mesmo que do zero, é algo que não se faz mais a algum tempo.

Quanto a segurança, até mesmo em aplicações desktop já existem muitos pontos de atenção que devem ser analisados. Com a aplicação em nuvem, é possível sim manter a sua aplicação segura utilizando-se de boas práticas de desenvolvimento web, como validações em duas etapas e criptografia na transmissão e armazenamento dos dados. Hoje, esses pontos não são mais algo tão difícil de ser implementado.

No meu ponto de vista, acredito que compensa sim migrar uma aplicação em desktop para nuvem.

1 Curtida

Em relação a nuvem minha dúvida é como que faria para fazer a transmissão de documento eletrônico com o certificado A3 que fica fisicamente na máquina do cliente.

2 Curtidas

Boa tarde Haroldo, em modo geral as empresas resolvem esse tipo de problema instalando um aplicativo “client” na máquina do cliente para o mesmo fazer a assinatura do XML.

2 Curtidas

Excelente pergunta. Também estou curioso heheh

1 Curtida

Em minha visão do mercado de software para gestão empresarial, já estamos saindo do momento “Desktop -> Web” e iniciando o movimento “Desktop -> Mobile <- Web”. Esse é o primeiro detalhe que eu destaco nesse assunto.

Agora outro ponto importante é que praticamente impossível migrar por completo, com todos os mesmos recursos, um software de plataforma.

Vejo muito mais sensato a empresa de software criar um novo produto, seja ele web ou mobile, usando o seu conhecimento adquirido na era desktop e ofertar para sua carteira de clientes. Na medida do tempo, essas novas ferramentas podem ir evoluindo, e quem sabe um dia, substituir por completo o sistema antigo.

“Opa, mas isso não é migrar?”
Ao pé da letra, sim. Mas ao ofertar um novo produto, a expectativa de seu cliente é diferente. Se você falar que é a versão web do sistema antigo, ele vai querer usar todos os mesmos recursos, e como falei anteriormente, isso é muito custoso para ser feito.

2 Curtidas